23 de dez. de 2016

O estresse e o nosso corpo

O estresse e o nosso corpo
Cada indivíduo reage ao estresse de forma diferente, pois somos singulares e únicos.
São os grandes problemas da nossa vida que, de modo agudo, ou crônico, nos lançam no estresse, existe uma forte conexão entre o estresse e as dores nas costas. O estresse causa a liberação de hormônios que aumentam a percepção da dor, como o cortisol e o adrenocorticotrópico (ACTH).
O estresse corresponde a uma relação entre o indivíduo e o meio. Trata-se, portanto, de uma agressão e reação, de uma interação entre a agressão e a resposta.
 Quando em situações estressoras ao longo da vida, o indivíduo pode adotar posturas inadequadas inconscientemente. Essas posturas podem já demonstrar uma reação de defesa do organismo. Porém, com o prolongar do estresse e permanência destas, inicia-se o quadro de lesões musculares, ligamentares e articulares. Dores difusas surgem sem causa aparente e podem ser tão intensas que levam a uma incapacidade nas atividades diárias.

Fortemente é afetada a estrutura responsável pela sustentação do peso corporal e manutenção da postura, a coluna vertebral. Essa sofre com lesão na musculatura paravertebral e demais adjacentes, bem como com a possibilidade de sobrecarga vertebral e hérnias de disco. Os transtornos emocionais podem levar a disfunções musculares, causando dor local, dor irradiada, cefaléia, dor no fundo dos olhos e formação de pontos gatilhos. Estes transtornos podem causar dor, diminuição de mobilidade e perda da função da coluna vertebral. Cuidar da coluna nesse período de grande estresse é fundamental, o ajuste da coluna causa efeitos de relaxamento através do adequada reposição das vértebras , assim os nervos podem fazer a condução correta  para que os hormônios do nosso organismo fluam nos deixando com mais qualidade de vida.
Drª Jane Difini Kopzinski




15 de jul. de 2016

CONHEÇA QUEM VOCÊ ESTÁ TRATANDO



CONHEÇA QUEM VOCÊ ESTÁ TRATANDO




Em algum momento os profissionais da área de saúde irão perceber que não atendem patologias, mas sim, gente que as adquiriu.
Patologias podem ter os mesmos sintomas, mas as pessoas a sentem de maneira diferente, isto é, vão sofrer com mais ou menos intensidade, dependendo do ser que está acometido, depende da vida emocional, historicidade, gostos, sensibilidade, identidade cultural, vivência singular, redes de significados que fazem a diferença.
 O contato sincero, ético e empático com o paciente precede qualquer técnica científica, é um elemento crucial para o sucesso de qualquer prática de saúde.
Estes elementos são fundamentais para que o profissional realize um programa de tratamento mais eficiente e de recuperação mais rápida..
Eis a pergunta. Tratamentos são singulares?
Deveriam e teriam que ser sempre, respeitando o ser que se encontra a nossa frente, com uma anamnese mais humana junto com a aquela que estamos acostumados a fazer.
Existem artigos que falam sobre somatização, psicosomática, humanização, o emocional e o corpo que ajudam a ter uma  visão mais ampla .
Cito aqui um bem interessante, http://www.physion.com.br/blog/18-dores-no-corpo-que-estao-diretamente-ligadas-ao-seu-estado-emocional para quem quiser se interar mais sobre o assunto.
Drª Jane Difini Kopzinski





4 de jul. de 2016

Dor irradiada e coluna vertebral


Dor irradiada e coluna vertebral
 

Todo o indivíduo com queixa de dor irradiada para pontos distantes da coluna deveria ter sua coluna primeiramente avaliada.

O disco vertebral emite dor para regiões musculares distantes da coluna, dando-nos a falsa impressão de se tratar de uma dor muscular.

  Tais pontos dolorosos irradiados são muitas vezes confundidos com dores musculares, fibromialgia, tendinites, bursites e distensões.

            O desvio de uma ou mais vértebras apresenta-se de várias maneiras:

-  Leve: sem dor ou sentira horas ou dias após, quando a pressão sobre a raiz nervosa aumentar pelo movimento dos músculos;

- Forte; dor por algum tempo (minutos, horas, dias ou semanas), e depois passará, porque o corpo vai compensar e se adaptar ao desvio;

- Muito forte:  dor intensa e  bloqueio dos movimentos ou adotar uma posição antálgica

          - Crônico  (meses, anos ou décadas), o corpo se adapta e só ocorrerão sintomas quando as estruturas em degeneração, forem exigidas por muito esforço ou muita tensão emocional.

            A dor da coluna pode se manifestar de forma variada e, por isso,  muitas vezes não é reconhecida pelo indivíduo, ou não é dada a ela a devida importância.

            É vital salientarmos que os primeiros sinais de dor devem ser imediatamente tratados, para não se tornarem crônicos.
            Em todos os casos a Quiropraxia (ajustes das vértebras) e Fisioterapia (exercícios , alongamentos e terapia manual) e Filosofia Clínica ( equilíbrio emocional) auxiliam no tratamento, pois juntas previnem, tratam e ajudam na qualidade de vida.
Drª Jane Difini Kopzinski

7 de jun. de 2016

Sciatica Animated Video

Sciatica Animated Video: Sciatica is leg pain caused by a problem in the low back. Watch an animated video that details the causes and symptoms of sciatica.

17 de mai. de 2016

QUIROPRAXIA


FRIO E DORES


     Frio e dores



O clima frio e úmido, comum em nossa região, é responsável por um grande número de patologias. Pescoço e coluna vertebral estão entre as regiões do corpo que ficam comprometidas pela dor, especialmente no frio e em quem apresenta histórico de artrite, artrose e outros males. Isso porque os músculos ficam mais contraídos e rígidos para evitar a perda de calor. Por isso cresce o risco de lesões, contraturas, distensões, estiramento, lesões articulares em geral, entre outros distúrbios nesta época.  O mais importante: em qualquer idade é que devemos nos mover! Se oferecermos os estímulos adequados poderemos melhorar nossa performance independente da idade O nosso corpo sempre responde, se adapta, e o tecido que mais responde é o muscular.
A Fisioterapia e Quiropraxia ajudam neste período para que a musculatura e sua coluna se mantenham em plena harmonia.
Drª Jane Difini Kopzinski
Fisioterapeuta - Quiropraxista

2 de mai. de 2016

Conheça sua coluna! Anatomia de Coluna Vertebral

FRIO E DORES NO CORPO



 FRIO E DORES NO CORPO



Nesta época do ano, quando as temperaturas caem radicalmente, não é só a gripe que chega com tudo. As dores no corpo se tornam muito mais frequentes, até para quem não tem um quadro crônico ao longo do ano.
As pessoas ficam mais retesadas, com os músculos mais contraídos, o que pode levar ao agravamento da dor. A dor que se manifesta no frio costuma atingir mais a quem tem a musculatura mais frágil. Além da falta de proteção muscular, o frio faz desencadear alterações químicas.
Os mediadores da dor, também conhecidos como neurotransmissores são estimulados pela baixa temperatura, ocasionando desconforto, e a coluna é geralmente a que sofre maior queixa de dor.


Os dias frios aumentam a possibilidade de constrição vascular (contração dos vasos sanguíneos) e muscular para que o corpo se mantenha aquecido, ao se encolher por causa do frio, a contratura muscular pode gerar dor em algumas partes do corpo e afetar a postura.
Nas articulações, o líquido sinovial fica mais espesso com o esfriamento do corpo e podendo gerar incômodos.
        Músculos e articulações, perdem a flexibilidade e contribuem para os sintomas de muitos problemas de saúde causados pelo sedentarismo, que se agravam com o avanço da idade.
A Quiropraxia e Fisioterapia são opções de tratamento para o alívio das dores. Através do ajuste, realizado pelas mãos, da coluna vertebral e articulações ocorrerá melhora da biomecânica das articulações e o relaxamento muscular, aliviando e prevenindo as dores, associada a técnicas fisioterápicas personalizadas.
DrªJane Difini Kopzinski

17 de abr. de 2016

A importância da Quiropraxia para sua saúde. Drª Jane Difini Kopzinski


A importância da Quiropraxia para sua saúde


O Ajuste de Quiropraxia é um método natural de remoção da subluxação(desalinhamentos das vértebras), que devolve o movimento e o posicionamento normal das articulações. O que conduz a informação do cérebro para todas as partes do seu corpo são as raízes nervosas, que são protegidas e que passam por dentro da coluna. Portanto qualquer desalinhamento das vértebras da coluna que comprima a raiz nervosa, pode diminuir o fluxo de informação do seu organismo e prejudicar a sua saúde.
Pela coluna passam todos os nervos espinhais. São aqueles que fazem conexão com a medula espinhal e são responsáveis pela inervação do tronco, dos membros superiores e partes da cabeça, quando essas vértebras perdem sua posição normal e seu funcionamento correto afetam os ligamentos e músculos ao redor, e  diminui o espaço por onde saem os nervos, causando o pinçamento  das raízes nervosas. Portanto qualquer desalinhamento das vértebras da coluna que comprima a raiz nervosa, pode diminuir o fluxo de informação do seu organismo e prejudicar a sua saúde.

Passam pela coluna sinais vitais que fazem com que nossos órgãos funcionem. Os impulsos nervosos são sinais de comando que o cérebro manda para todas as partes do corpo para que este funcione de forma harmônica.




A manutenção da sua coluna através da Quiropraxia é de extrema importância para a sua saúde e pode significar mais anos de vida ativa e saudável.

Drª Jane Difini Kopzinski